Polícia de Santa Catarina evita suicídio que seria transmitido pelo Facebook

10 março , 2017

Policiais civil de uma cidade do Meio-Oeste de Santa Catarina realizaram uma operação inusitada, na madrugada de quarta-feira (8), quando evitaram que um homem de 40 anos transmitisse a própria morte ao vivo pelo Facebook. A inteligência da rede criada por Mark Zuckerberg conseguiu identificar a situação e, de imediato, repassou as informações à polícia americana que acionou a policia catarinense em tempo de evitar a tragédia. Essa foi a primeira vez no Brasil que a ferramenta da rede social foi utilizada, segundo a Polícia Civil.

Mecânico usaria uma corda para tirar a própria vida - Polícia CivilMecânico usaria uma corda para tirar a própria vida – Polícia Civil

Esta era a quarta tentativa de suicídio do mecânico desempregado que será pai pela quarta vez. Antes de ser surpreendido pela polícia na madrugada de quarta, o homem teria jogado o carro contra um caminhão na rodovia que cruza o município.

Segundo informou assessoria de imprensa da Polícia Civil Catarinense, a autoridade policial dos Estados Unidos recebeu a informação de que um usuário da rede social, cidadão brasileiro, de Santa Catarina, estava prestes a cometer suicídio por enforcamento. Os EUA informou o fato à Embaixada Brasileira e logo a informação chegou à Diretoria de Informação e Inteligência da SSP (Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina), que é formada por policiais civis e militares, repassando os dados de cadastro do usuário e endereço. Imediatamente as equipes se deslocaram ao local e encontraram o homem tentando enforcamento.

Ainda segunda a Polícia Civil, o usuário da rede social teria realizado algumas postagens com conteúdo suicida, bem como feito um vídeo ao vivo dando a entender que se mataria nas próximas duas horas, o que deu um grau de prioridade no repasse das informações:

“Chegando ao local o dono do perfil foi encontrado ainda com vida e a situação foi confirmada. O Corpo de Bombeiros que o conduziu até o hospital, onde foi medicado e realizado o acompanhamento psicológico”, explica um dos policiais que participaram da ação. “Ele é mecânico, já tinha problemas psicológicos, como depressão e num momento de desespero, tentou ceifar sua vida”, emendou o agente. A assistência social da prefeitura da cidade está acompanhando a vítima e seus familiares.

Rede desenvolveu sistema anti-suicída

Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo. Em tempos de internet, o número de casos transmitidos ao vivo também tem sido recorrente.

No dia 28 de janeiro deste ano, o policial militar Douglas Jesus de Vieira, de 28 anos transmitiu a própria morte, de sua casa. Douglas desafiou os usuários da rede a assistirem a cena ao vivo e na sequência apontou a arma para a cabeça e disparou.

Para evitar que a rede seja utilizada para esse tipo de transmissão, o Facebook criou recursos para prevenir justamente os casos de suicídios ao vivo. Por meio de algoritmos, a rede informa com prioridade os administradores e a polícia quando verifica que o comportamento de uma determinada pessoa indica chance de suicídio ou morte.

Fonte: ND

tags: Anti-Suicida,Ao Vivo Facebook,Facebook,Polícia Civil,Suicídio



Porco de Gravata © 2016 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: Liane Bez